O ISLA-Instituto Superior de Línguas e Administração de Leiria (ISLA-Leiria) obteve, através da Portaria nº 1150/90, de 21 de novembro, o seu reconhecimento legal, enquanto estabelecimento de ensino superior. Era, assim, autorizado o funcionamento dos primeiros cursos superiores, de Gestão de Empresas, de Informática de Gestão, de Secretariado e de Tradutores, que conferiam o grau de bacharelato, para o que também a atividade do ISLA se inseria no Sistema Nacional de Ensino, nos termos da Lei nº 9/79, de 19 de março e do Decreto-Lei nº 271/89, de 19 de agosto, por ser reconhecido o interesse público, configurando-se a instituição como pessoa coletiva de utilidade pública.

Nos anos seguintes, ganhou relevo a sua natureza universitária, e passou a conferir o grau de licenciatura, ministrando ainda outras formações pós-graduadas.

Na sequência da publicação do RJIES - Regime Jurídico das Instituições de Ensino Superior, foram publicados os novos estatutos do ISLA-Leiria, os quais passaram a consagrar a estrutura orgânica do Instituto como estabelecimento particular do Ensino Universitário não integrado. Contudo, com a Decreto Lei nº 228/15, de 9 de outubro, reajustou a sua natureza para estabelecimento particular de Ensino Superior Politécnico não integrado, mantendo o acrónimo, mas alterando a sua denominação para ISLA - Instituto Superior de Gestão e Administração de Leiria, sendo, assim, reconfirmados a integração no sistema do Ensino Superior Politécnico e o necessário interesse público.

A partir de agora, o plano estratégico traçado para um horizonte até 2022 passava a definir caminhos que adequavam a instituição ao interesse geral do Ensino Politécnico no País e, em particular, nas respostas a dar às necessidades de qualificação de quadros na Região de Leiria. O Projeto Educativo, Científico e Cultural aprovado, enquadra-se nos princípios estratégicos definidos.

Hoje, o ISLA-Leiria ministra cursos de natureza politécnica que conferem o grau de Licenciado e de Mestre, assim como Cursos Técnicos Superiores Profissionais, podendo, ainda, ministrar outros cursos que não conferem grau académico, como cursos de formação pós-graduada, de especialização, ou de formação profissional.

   ACESSO
Saiba mais